segunda-feira, 1 de setembro de 2014

UNESCO: Novo programa reconhece a influência da história e cultura africanas no Brasil (Transcrição)

 18 de julho de 2014 · Destaque 


Os berimbaus que regem a capoeira – expressão cultural desenvolvida no Brasil principalmente por descendentes de escravos africanos. Foto: Habj (Creative Commons)
Com o objetivo de reconhecer a influência da história e cultura africanas na sociedade brasileira, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (
UNESCO) no Brasil está impulsionando o programa ‘Brasil-África: Histórias Cruzadas’, em colaboração com instituições culturais e educativas nacionais.
O programa faz parte da celebração do 20º aniversário do projeto
‘A Rota do Escravo’, iniciado em 1994 na cidade de Ouidah (Benin), como homenagem aos homens e mulheres vítimas da escravidão, que nos deram não somente seu suor e sangue, mas também uma rica herança cultural. E também faz parte do 50º aniversário do projeto ‘História Geral da África’, que busca contar a história do continente africano sob a ótica de especialistas, sendo na maioria africanos.
A primeira ação deste programa foi a tradução para o português da coleção História Geral da África. Atualmente, o programa da UNESCO também está cooperando com a pesquisa do Comitê Científico do projeto para a elaboração do nono volume da coleção História Geral da África da UNESCO, que será dedicado à diáspora africana.
A partir da promulgação da Lei n° 10.639 de 2003, que orienta a inclusão da história da cultura afro-brasileira e africana na educação básica, o programa também começou neste ano a produzir materiais pedagógicos para todos os níveis de ensino, começando com a síntese da história geral da África e a história e cultura africana e afro-brasileira para a educação infantil.

Fonte: http://migre.me/lowRL