domingo, 23 de outubro de 2016

CAPÍTULOS DE HISTÓRIA COLONIAL (1500-1800) J. CAPISTRANO DE ABREU - Decifrando, ou seja, Compreender o sentido de uma escrita desconhecida ou pouco legível: decifrar um manuscrito.

....................................................................................................................................................
"Dos caminhos primitivos um partia de São Paulo, acompanhava o Paraíba, transpunha a Mantiqueira, cortava as águas do rio Grande e além bifurcava para o rio das Velhas ou o Doce, conforme o destino; outro ou saía de Cachoeira na Bahia e subia o rio Paraguaçu, ou tomando outras direções, passava a divisória do São Francisco, margeavam a maior ou menor distância até o rio das Velhas que perlongava; o caminho do rio seguia por terra ou por mar até Parati, pela antiga picada dos guaianás galgava a serra do Facão nas cercanias da atual cidade do Cunha e em Taubaté entroncava na estrada geral de São Paulo. Mais tarde o entroncamento fez-se em Pindamonhangaba. Artur de Sá, primeira autoridade que visitou os descobertos, tratou com Garcia Rodrigues Pais a abertura de uma linha mais direta de comunicações com a cidade de São Sebastião, a verdadeira capital do Sul. O filho de Fernão Dias deu conta cabal da incumbência. Nas proximidades da hodierna Barbacena reuniam-se os caminhos do rio das Mortes, o do rio das Velhas e o do rio Doce; começou daí, venceu a Mantiqueira, procurou o Paraibuna, seguiu-o até sua barra no Paraíba e pela serra dos Órgãos chegou à baía do Rio, passando em Cabaru, Marcos da Costa, Couto e Pilar. O trecho entre o Paraíba e a baía já estava ligado em 1725 por outro caminho, devido a Bernardo Soares de Proença, correspondendo em parte ao traçado da E. F. de Petrópolis a Entre-Rios, em parte acompanhando o rio Inhomirim." pág 141
Decifrando: O caminho do rio seguia por terra ou por mar até Parati, pela antiga picada dos guaianás galgava a serra do Facão nas cercanias da atual cidade do Cunha e em Taubaté entroncava na estrada geral de São Paulo. Pela estrada Geral do Sertão, Caminho dos Paulistas, Estrada Real do Sertão, pelo Alto da Serra, espaço colonial de Piqute-SP, entrava-se ao território Mineiro, pela localidade de Soledade de Itajubá, atual Marmelópolis-MG, em conformidade com o mapa (Grifos meus)

Decifrando: A estrada geral de São Paulo, Caminho dos Paulistas, a entrada ao Sertão Mineiro era pelo Alto da Serra, espaço colonial de Piqute-SP, onde fora instalado o Registro de Itajubá, por volta de 1746, seguindo pela localidade de Soledade de Itajubá, atual Marmelópolis-MG. (grifos meus)
Decifrando: Caminho de Paraty, via Registro (Piquete-SP),  quando tem inicio o Vale do Embaú, chegando a Vila de Conceição do Embaú (Cruzeiro-SP),  em demanda da Garganta do mesmo nome, transpondo a Serra pelo Registro Mantiqueira.