sábado, 23 de abril de 2016

ESTRADA REAL - 30 DIA - GUARATINGUETÁ E LORENA EM SÃO PAULO


Guaratinguetá

Augusto Emílio Zaluar, quando na sua viagem de 1860-1861, escreveu sobre a cidade de Guaratinguetá. Inicia fornecendo a etimologia do nome ..."GUARÁ, ou guaráz, é o nome de um pássaro do Brasil, branco em pequeno, cinzento depois, e que se torna por fim vermelho. É a IBIS RUBRA dos naturalistas. Os indígenas enfeitam com as penas de suas asas as canas de guerra, que ficavam empavesado com a vívida plumagem. TINGA, quer dizer branca, e ETÉ, muito; destas três palavras compôs-se o nome GUARATINGUETÁ ...".
..."Esta povoação é uma das mais antigas da província, pois a sua fundação data de 1651. Jaques Félix, segundo Pedro Taques, penetrou aqui, estando ainda em sertão inculto este lugar e com gentios habitadores dele, pelo rio Paraíba, que vai correndo a introduzir-se nos campos dos Goitacazes, em 1646".
" Era o intento principal desta expedição, o descobrimento de minas, para cujo o efeito obteve provisão, datada do Rio de Janeiro no mesmo ano de 1646, de Duarte Corrêa Vasques Anes, como administrador das minas. O capitão Domingos Leme foi o fundador desta vila, na qual tendo levantado o pelourinho por ordem do capitão-mor ouvidor Dionísio da Costa, em nome do donatário D. Diogo de Faro e Sousa, a 13 de fevereiro de 1651, lhe fez as justiças em 5 de julho de 1656 o capitão-mor ouvidor em nome do donatário Luís Carneiro, conde da Ilha do Príncipe.
A primeira igreja que se levantou aqui era coberta de palha e suas paredes foram construídas à mão".O autor conta alguns fatos interessante como a presença de uma figueira monumental na entrada da cidade e com as suas ramagens formam um local favorável para abrigar viajantes e tropas. Nela o autor nos conta ... "Vê-se aí entalhada a firma de S.M. o Imperador o Sr. D. Pedro I pelo seu próprio punho. Quando o fundador do império foi ao Ipiranga proclamar a independência da Brasil, passou aqui na tarde de 11 de julho de 1822. Esteve em Guaratinguetá, hospedado em casa do finado capitão-mor Manuel José de Melo. Aí pernoitou esse dia, e foi por essa ocasião que entalhou a sua inicial no tronco da figueira. A árvore hoje tem crescido a ponto que as letra P. I, que então ficavam na altura do braço de um cavaleiro, agora tem a elevação de mais de três homens."...
Uma légua depois...

LORENA

Spix e Martius, falam da vila de Lorena quando de sua viagem no ano de 1817-1820, dizem:
..."e alcançamos, finalmente, a vila de Lorena, antes chamada Cuaipacaré, sítio pobre, sem importância, constando de poucas casas, apesar dos férteis arredores e do tráfego, entre São Paulo e Minas Gerais. A estrada entre São Paulo para Minas Gerais passa, aqui em dois pontos: Porto da Cachoeira e Porto do Meira, sobre o Paraíba, que corre meio quarto de hora a oeste da vila. ... A planície, embora particularmente muito pantanosa, pertence à região mais fértil de São Paulo. Em particular, prospera aqui excelentemente o fumo, e o seu cultivo é um dos principais trabalhos dos habitantes de Lorena e da Vila de Guaratinguetá."...
Passados 40 anos da viagem de Spix e Martius, Augusto Emílio Zaluar ( 1860-1861) nos mostra como a vila prosperou e registra sua estada em Lorena assim:
..."A cidade, edificada em uma planície mais baixa do que a estrada, não ressalta à vista do caminhante, que a procura na direção que eu seguia. Aparecem apenas de longe os telhados acamados e as flechas de um outro edifício no meio de uma campina a perder de vista. Entretanto porém na povoação, descobrem-se extensas e bem alinhadas ruas, soberbos e elegantes prédios, abundantes lojas, e o movimento que já denuncia a atividade de um importante centro. A posição topográfica de Lorena não podia ser melhor escolhida, e tem todos os elementos para um dia vir a ser uma das maiores cidades do interior. ... O comércio em Lorena é florescente, e existem na cidade mais de setenta lojas diversas, todas bem fornidas, e grande parte girando com avultados cabedais. ... O caráter dos Lorenenses é franco, inteligente e caprichoso na realização dos melhoramentos locais. ... As Lorenenses são notáveis pela sua formosura e pelo bom gosto com que se vestem, além de sua educação apurada e natural talento."...